Pesquisar neste blog

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Deixe-me em paz.


Ter que ouvir um católico dizer de mim: “Como é que ela pode comungar com esse pensamento fascista e nazista” e me mandando estudar, é pra acabar com o ânimo de qualquer um.

Não é questão de “ponto de vista”. Não é que eu “ache”, ou que eu “opine” contra ou a favor. Eu sou antes de tudo católica! Quem sou eu para ditar normas? Quem sou eu para dizer o que é certo ou errado? Também eu sou uma aprendiz da Boa-nova.  E como boa aprendiz, eu estudo! 

Quando eu era esquerdista e apoiava o PT, também gostava das camisetas de Guevara e achava o máximo o uniforme de guerrilheiro do Fidel. O discurso marxista do proletariado era lindo pra mim. Até que me mandaram estudar. Diziam que eu estava apoiando uma ideologia de morte que a Igreja abomina. De início eu fiquei irritada, mas fui. E fui correndo. Fui com humildade ver o que a Igreja dizia a respeito. Deixei a minha ideologia de lado e me abri à Verdade. Não foi fácil, mas foi um alívio tê-la encontrado. Sim, eu estava no caminho errado, e a Igreja-Mãe nos orienta a respeito de TUDO o que precisamos saber. Vá lá no sistema de Busca do site do Vaticano e digite qualquer palavra que você precisa esclarecer. Foi o que eu fiz, inúmeras vezes.  

Ah, mas é só ler a Bíblia! E eu já não lia? E se eu fosse seguir tão somente a Bíblia, será que eu saberia discernir? Há centenas de seitas neste mundo que “seguem a Bíblia” e cada uma jura que está com a verdade, seria eu mais uma? Não. Para não incorrer em heresias de interpretações mal-entendidas, eu fui direto à fonte, procurando no Magistério de 2 mil anos da Igreja a resposta para as minhas inquietações. O Magistério é realmente infalível!  

E eu estudei. Li o Catecismo inteiro, parágrafo por parágrafo, levei mais de um ano estudando pra valer! Lá fala sobre a propriedade, sobre a família, sobre a legítima defesa, entre outros. Leia também, estude também. Leia a Moral Católica, de Frederico Tillmann, ali fala TUDO o que um católico precisa saber para ser um católico autêntico e coerente. Li a Encíclica Divini Redemptoris sobre o Comunismo Ateu, a Encíclica Quadragésimo Ano do Papa Pio XI, a Instrução sobre a Teologia da Libertação, de Ratzinger, a Doutrina Social da Igreja (não como Leonardo Boff gostaria que fosse, mas como ela realmente é), enfim, eu teria uma lista gigante de documentos e instruções que a Igreja nos oferece. Faça a sua lista também. A Igreja é Mãe, e quem está com ela, está seguro, quem segue as suas instruções não fica confuso, não sai do eixo.

Você diz que há catequistas, padres, bispos, cardeais e até a CNBB que pregam a sua ideologia, e que isso lhe garante estar no caminho certo. Vou lhe dizer uma coisa: nem de Paulo, nem de Apolo, nem de Cefas (1Cor, 3, 4). Seja lá quem for que diga qualquer coisa contrária ao que a Igreja ensina, que seja  considerado “anátema” ou “excomungado” (Gálatas 1, 9). Se é para citar a Bíblia, é o que a Bíblia diz: anátema.

Então, para que eu mesma não fosse “anátema”, fui estudar, fui aprender a doutrina com quem a estuda desde Pedro. Não é o que EU penso que vale, mas a autoridade da Igreja. Há que ter humildade e coragem para aceitar que 2 + 2 = 4, embora o mundo todo diga o contrário, e isso só se consegue com muita oração e sacramentos, porque a humildade é virtude que nos vem através da graça divina do Espírito Santo de Deus, é Cristo que nos ilumina com a Sua luz: "A Verdade vos libertará!"

Mas é muito falatório para pouca prática. É muito discurso de proletariado, enquanto o pobre está lá, à míngua. 13 anos de PT e 13 milhões de desempregados! Não é estranho isso? Nós, como católicos seguidores de Jesus, precisamos AMAR os pobres como ELE amou, sem discursos, sem demagogias, mas com ATITUDES pessoais: visitá-los em suas casas, dividir os NOSSOS bens com quem necessita, ir nos presídios, ir lá aconselhar os bandidos, falar a eles de valores como família, integridade, honestidade, trabalho, virtudes; ir nos hospitais levar lençóis, fronhas, porque eles precisam de tudo!, dar do seu tempo a um coração angustiado, aliviar as dores de quem sofre, é isso que Jesus pede a todos nós. Façamos a nossa parte. Estamos todos aqui nesta terra com vistas para o Céu! Além de tudo, HOJE é o Tempo favorável: é Quaresma!

E toda essa celeuma porque eu comentei que vou votar no Bolsonaro. Pois bem. Se você tem um candidato a presidente que tenha lutado abertamente durante esses últimos anos CONTRA a ideologia de gênero, o aborto, a pedofilia, a descriminalização das drogas, o terrorismo, o desarmamento, a invasão de propriedade, o assistencialismo, e que seja também a FAVOR da liberdade religiosa, da escola sem ideologias marxistas, da liberdade de expressão, que defenda a propriedade privada do brasileiro trabalhador, que proteja a instituição familiar, que seja a favor da meritocracia e que se proponha a punir severamente os criminosos soltos às ruas (sim, porque a prisão é salutar, é um purgatório na terra!), e que não tenha sido citado na Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro, se você tem um candidato assim, então me indique, porque é nisso que eu acredito. Se o Bolsonaro não é tudo aquilo que eu gostaria que fosse, pelo menos já é um começo - eu não conheço outro.

Enfim, antes de tudo eu sou CATÓLICA, amo meus irmãos e não desejo vê-los sofrendo num êxodo, abandonando suas famílias e tudo o que construíram durante toda a vida, como os venezuelanos que o PT apoiou e que hoje estão fugindo da fome, para o Brasil.  Se a revolução socialista fosse boa, a Igreja no seu Magistério nos orientaria para ela, não?

Mas, se você ainda acha que eu sou cabeça-dura e que estou errada, então faça o seguinte: reze por mim um Terço todos os dias, ou até um Rosário! Sim, e vá a missas diariamente por mim e por outras pessoas como eu, ofereça jejuns, sacrifícios e penitências por esta alma errante, e vamos ver no que dá. Vai que Deus atende, não é?

Agora, se você concorda com a Igreja "em partes, mas não em tudo", se você acha que a Igreja é mesmo "patriarcal" e "retrógrada" (provavelmente você sabe mais que o Magistério), e se você não é muito fã de rezar o Terço todos os dias, mas prefere a sua ideologia acima de tudo, então o problema é seu. Deixe-me comungar em paz.
__________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário